Pensamentos Kafkianos em cor-de-rosa

Pensamentos Kafkianos em cor-de-rosa

terça-feira, 23 de março de 2010

Passados 3 meses resolvi usar aquela mala preta que me foi oferecida pelo natal. Durante estes 3 meses planeei imensos destinos para a referida mala, desde dar a uma amiga (foram várias as candidatas, incluindo a minha mãe), dar-lhe um aspecto mais arrojado (recorrendo à ajuda de uma tesoura ou uma faca de cozinha), queimá-la (o mais ponderado seria atirá-la para a lareira que não tenho) e o mais original: servir como saco a forrar o balde do lixo e quando estivesse cheio, voilá, era só fechá-la, pegar na alça coquete e deitar no contentor do lixo! Fácil! Mas como não resolveria nada, adoptei uma atitude mais madura, pensar nisso depois! E eis que hoje chegou o dia. É uma mala preta banalíssima (não encontrei qualquer referência a marca…), que animador (e eu que detesto malas pretas), depois de várias dicas sobre o que realmente gosto, calha-me uma mala destas. Dá para acreditar? A verdade é que hoje levei-a a passear para o trabalho e não é que toda a gente me gabou a estúpida da mala?




Quando é que apanho uma destas?

1 comentário:

  1. Adoro "Caprichos e Mordomias" ... entendo-te na perfeição!!!

    ResponderEliminar

pensamentos cor-se-rosa